.

Link-me!



Sábado, 26 de Dezembro de 2009

Capitulo 18 (ultimo) ParteIII (ultima)

Ultimo capitulo, eu axo k nao esta grande coisa, mas esta aqui|

 

Ai meu Deus. Ideias? Ah, sim claro!
-Mas alguém pensou em sair daqui? -Perguntei.
-Boa ideia! Mas a Demi e a Leah? -Disse Joe.
-Pois…
Voltaram a ligar, parece que já havia rede. Nesse momento também se ouviu um grito e Demi chegou à nossa beira a correr, abraçando-se a Joe.
Fui à sua beira enquanto Taylor atendia. Voltaram a não responder.
-Que se passa Demi? – Perguntou Joe, enquanto nos sentávamos.
-Fui eu que fiz as primeiras chamadas, mas esta não fui eu! E deve estar mesmo aqui alguém!
-Ok… - Comentei.
-Se calhar é a Leah que está a fazer estas! – Concluiu Joe.
-Não pode ser a Leah, ela não tem o numero, pois não? – Disse Demi.
-Pois não! -Acabou Taylor.
-Mas onde é que ela está? – Perguntou Nick.
-Ela foi à casa de banho, lá a cima. Mas, tipo, está escuro!
-Não faz mal, eu vou lá! – Disse Taylor.
Ele subiu as escadas mas voltou a desce-las.
-Que se passa? – Perguntou Joe.
-A porta do cimo das escadas está trancada!
-Cool! – Disse Demi.
-A que horas chega o teu pai, Sel? – Perguntou Joe.
-Amanhã! – Exclamei.
-Já devias de saber Joe! – Disse Nick. – A mãe também foi!
O telefone voltou a tocar. Desta vez eu atendi.
-Estou! – Ninguém voltou a responder. – Fala! Diz alguma coisa!
-Dead! – Ouvi.
Soltei um grito estridente e deixei cair o auscultador.
-Que se passa Sel?
-O que é que disseram?
-Sel? Sel?
-Dead! -Limitei-me a repetir.
Demi soltou um grito também depois de ouvir.
Estávamos todos deitados e sentados – não tinha força (ou coragem) para ver quem estava como – no tapete da sala.
-Acho que devíamos ir lá cima! – Disse Demi.
-A porta está trancada. – Observou Taylor.
-Ah! Ok!
De repente Demi começou a rir como uma maluca.
-Que se passa Demi? – Perguntou Joe.
-Nada! Nada… - Disse ela tentando controlar-se.
Ouviu-se passos a descer as escadas.
-Porra, Demi! Estragas tudo! – Disse Leah aparecendo graciosa como sempre.
-Não aguentei!
-Alguém se importa de me explicar? – Perguntou Nick.
-Eu e a Demi fizemos as chamadas e tal… Oh, vocês sabem… - Disse Leah acabando por se desmanchar a rir.
-Vocês deviam de ver as vossas caras, a sério! -Disse Demi.
-Mas, tipo, vocês não gostavam uma da outra, ou pelo menos a Demi não gostava de ti. – Disse dirigindo-me a Leah.
-Eu enganei-me, ela é muito fixe! – Disse Demi!
-Vocês é que sabem! – Disse Joe.
Bateram à porta.
-Quem será a esta hora? – Perguntei.
-Sei lá! A casa é tua! – Disse Taylor.
Deslizei até à porta e abri-a.
Ai a minha vidinha a andar ao para traz. Quem poderia ser? Miley Ray Cyrus!
-O que é que tu queres? – Perguntei.
-Oh saloia vai dar uma voltinha, quero falar com o Nick! – Ai que raiva, não bastava chamar-me saloia, ainda queria falar com o Nick.
-E para que é que queres falar com o meu namorado? – Perguntei acentuando as últimas duas palavras. Ela ultimamente estava demasiado interessada nele…
-Coisas nossas! Posso falar com ele, saloia? – Ah! Era desta que eu lhe ia aquele focinho de imitação de cadela fedorenta!
-Mileyzinha, não é saloia, é Selena! Repete comigo! Se-le-na. Eu sei que com esse quarto de grão de areia que tens dentro da mala de maquilhagem não dá para tanto, mas tenta! – Disse, referindo “caixa de maquilhagem” como a sua cabeça. Ok, talvez eu estivesse a exagerar, mas ela acabava com a minha inteligência!
-Não percebi, mas de qualquer maneira eu não sou como tu! – Ripostou. Porque é que eu não me admirava de ela não ter percebido? Ah! Já me lembro!
-Por isso mesmo é que eu te estou a ensinar isto! – Disse-lhe. – E, para todos os efeitos, não sei se o Nick quer falar contigo!
Nick apareceu à porta.
-Sai daqui Miley! – Disse ele.
-Mas, Nick…
-De-sa-pa-re-ce! -Disse-lhe.
Ela saiu e nós fomos para a sala.
-Isto foi tão divertido! – Disse.
-És sempre a mesma, Sel! – Disse Demi.
-I know!
-Já se está a fazer tarde! – Disse Leah.
-Sim, é melhor nós irmos… - Concluiu Taylor.
-Ah! Ok!
Despedimo-nos deles e depois Joe e Demi também foram para casa.
-O que queres fazer? – Perguntou Nick.
-Vamos até ao lago?
-Ok!
Estávamos deitados à margem do lago, no meio da relva já grande devido ao grande descuido de todos para com aquele lago. Ou, melhor, só se preocupavam com o lago no Verão, quando todos queriam ir para lá nadar e passear. Tal como eu fazia todos os anos.
-Olha, sabes uma coisa? -Perguntou-me Nick.
-Muitas! – Respondi-lhe. – Diz!
Ele levantou-se um pouco e debruçou-se sobre mim.
-Amo-te! – Disse-me.
-Também te amo! Muito!
Beijou-me e ficamos a olhar para as estrelas.
 
Fim
 

Comentem Muito

 

 

estou: Feliz Natal(atrazado)
a ouvir...: Feeling Good - Muse

Domingo, 20 de Dezembro de 2009

Capitulo 18 (ultimo) ParteII

Primeiro um divulação! Visitem mesmo!!

 

 

http://power_of_four.blogs.sapo.pt/   se quiserem o link tb esta na barra lateral!

 

 

Tocaram à campainha, devia ser Nick ou Demi, pois Taylor e Leah só vinham mais tarde. Fui abrir a porta.
-Olá! – Saudou Demi.
-Olá! – Disse abraçando-a. – O Joe não veio?
-Ah! Não… Ele vem com o Nick!
-Ok! Entra.
Entramos e fomos para a cozinha, Demi sentou-se num dos bancos ao balcão e eu encostei-me a este.
-Então, a namorada do Taylor também vem? – Perguntou Demi, não interessada pela resposta, mas apenas porque não havia mais nada para falar.
-Sim, vem! E, sim, eu sei que gostas muito dela… - Disse, ironicamente.
-Não é isso, é só que… coiso, pronto!
É só que coisa… Na verdade ela não gostava nada de Leah, não sei porquê, e Demi provavelmente também não. Apenas não gostava dela, não tendo explicação para isso. Ela é que sabe, não me vou meter nisso, até porque não sei como é Leah…
-É só que coiso, pronto! Ok! Ok! Tu é que sabes!
-Isso mesmo, eu é que sei! – Disse Demi, soltando uma gargalhada! Acompanhei-a, até que tocaram à campainha.
Fui até lá, ainda a rir-me e abri a porta.
-Olá, cunhada! – Quem era? Simples, Joe.
-Já te disse para não me chamares isso! – Respondi-lhe tentando ficar séria.
Desde que eu começara a namorar com Nick que ele me chamava “cunhada”, ao princípio até era engraçado… Mas, agora, era irritante! Ok, no fundo, mas mesmo lá no fundo, fundo, fundo, fundo, até era giro… Mas só lá no fundo, mesmo!
-Olá, linda!
-Olá Nicky! – Beijei-o e viemos para dentro.
Fomos para a sala. Sentamo-nos nos sofás, eu e o Nick num e o Joe e a Demi no outro.
-Olhem, sabem quem vem aí? – Perguntou Demi com cara de enjoo.
-Pela tua cara, deixa-me adivinhar… - Disse Joe coçando o queixo. – É a namorada do Taylor! É, não é?
-Sim, claro que é! – Exclamei.
-Lol, e a Demi gosta tanto dela!
-Mesmo, Nick, se calhar vou trocar o Joe por ela!
-OMFG! Sel, o que é que tu lhe dês-te antes de nós chegarmos? – Perguntou Joe visivelmente preocupado.
-Eu? Nada!
Tocaram novamente à campainha.
-Devem ser eles! – Disse eu.
Deslizei até à porta e abri-a.
-Olá! – Exclamei.
-Olá! – Disse Taylor.
Taylor agarrava uma rapariga, provavelmente Leah, ela era cerca de 5cm mais baixa que ele. Tinha cabelo preto, liso até ao ombro. Era morena, olhos verdes e lábios carnudos. Incrivelmente linda!
-Olá! Eu sou a Leah. – Disse ela sorrindo timidamente.
A voz dela era como um musica, suave a aguda…
-Olá! Eu sou a Selena, mas podes-me tratar por Sel! – Retribui-lhe o sorriso. – Podem entrar.
Eles entraram, sem se largarem e ficaram à entrada da sala.
-Este è o Nick. Joe e Demi! – Disse, apontando para cada um deles. E eles cumprimentaram-se.
Ficamos a conversar e Leah parecia estar-se a dar bem com todos, ou quase todos. Ela e a Demi não se falavam.
Depois de cerca de um hora a falarmos Leah veio até à minha beira muito calmamente, mas de uma maneira tão graciosa que parecia estar a dançar.
-Sel, podes-me dizer onde è a casa de banho? – Segredou-me.
-Sim, claro! Vamos!
Dirigi-me à casa de banho enquanto que ela me seguia.
-É aqui! – Disse-lhe.
-Obrigada! E depois vou para baixo!
-Ok!
Deixei-a a dirigi-me à sala de novo. Quando cheguei Demi já não estava lá, mas Joe estava.
-A Demi? – Perguntei.
-Não sei! Ela saiu sem dizer nada. – Comentou Nick.
Mal ele acabou de pronunciar a ultima palavra a luz falhou e ficamos no escuro.
-Boa! Estamos às escuras! – Exclamei.
-E a Leah está lá em cima! – Disse Taylor.
-E a Demi também não está cá! – Comentou Joe.
O telefone tocou. Assustei-me, já tinha visto um filme (de terror) parecido com isto!
Atendi.
-Estou! – Ninguém respondeu, apenas se ouvia alguém a respirar. – Estou! – Desta vez berrei e do outro lado desligaram.
-Eu estou com medo! – Disse abraçando-me a Nick.
-Tem calma linda! – Segredou-me e de seguida deu-me um beijo no cabelo.
O telefone voltou a tocar. Desta vez Nick atendeu.
-Estou! Fale! Esta a gozar connosco ou quê? – Disse aos berros.
Parece que ninguém respondia de novo.
-Desligaram.
Aquilo voltou a repetir-se vezes e vezes.
-Vamos ligar à policia! – Decidiu Taylor.
-Ok! – Disse.
Peguei n auscultador… A rede estava desligada! Apesar de terem ligado à apenas 5 segundos.
-Só há uma maneira de explicar isso… -Disse Joe. – Quem faz os telefonemas está cá dentro!
-Dentro da casa? – Perguntei.
-Sim!

 

 

Final no proximo capitulo!

estou: Férias de Natal
a ouvir...: You Bellong With me - Taylor Swift

.


. ver perfil

. adiciona-me como amigo

. 16 seguidores

.

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.

. Capitulo 18 (ultimo) Part...

. Capitulo 18 (ultimo) Part...

. Capitulo 18 (ultimo) Part...

. Capitulo 17 (Penultimo)

. Capitulo 16

. Capitulo 15

. Capitulo 14

. Capitulo 13

. Capitulo 12

. Divulgação + Capitulo 11

.

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008